TÁ MÍLE FÁILTE ROIMH - YN FIL O WEILHAU CROESO - ARE A THOUSAND TIMES WELCOME - SEJAM MIL VEZES BEM VINDOS

terça-feira, 15 de março de 2011

A BELA, MÁGICA E ENCANTADORA ESCÓCIA



Muits vezes não nos é possível viajar e as razões podem ser várias, tais como; falta de dinheiro, de saúde, idade avançada, enfim podem existir diferentes fatores e motivos. No entanto, isso não deve nos impedir de conhecermos novos locais e costumes. Podemos viajar sem sair da nossa cadeira, vendo fotografias que nos transportem à lugares longínquos, se assim a nossa imaginação se predispuser.

Para aqueles que gostam de viajar, nem que seja através da imaginação, aqui estão fotos e informações, que vão permitir à todos conhecer um pouco mais outras terras e culturas.
Hoje vamos viajar até… a Escócia

Boa viagem!


A Escócia é um dos territórios que integram o Reino Unido. Um país cheio de encanto e magia, com paisagens de um verde inigualável, lagos sublimes, ilhas espetaculares, castelos de sonho e lendas inesquecíveis.




O nome Escócia (Scotland) deriva do latim Scotia, que significa terra dos scots, um povo de origem celta vindo da Irlanda e que se estabeleceu na costa oeste da Grã-Bretanha por volta do século V. Em 1707, a Escócia uniu-se à Inglaterra para formar o Reino Unido da Grã-Bretanha.



É limitada ao norte pelo oceano Atlântico, a leste pelo mar do Norte, a sudeste pela Inglaterra, ao sul por Solway Firth e pelo mar da Irlanda e a oeste pelo canal do Norte, que a separa da ilha da Irlanda e do oceano Atlântico.



A Escócia compreende 186 ilhas, a maioria delas incluídas em três grupos: as ilhas Hébridas, perto da costa ocidental, as Órcadas, próximas à costa setentrional, e as Shetland, ao nordeste das anteriores.





A sua capital é Edinburgh (em gaélico escocês: Dùn Èideann). É uma das mais bonitas e elegantes cidades européias. Os seus bairros são separados por parques e jardins e, mais o imponente, por encostas escarpadas e colinas relvadas.





Língua:


Sua língua oficial é o Inglês mas duas outras línguas também são faladas em algumas comunidades: o Scots (que por vezes não é considerado como um idioma separado) e o gaélico escocês.
A moeda utilizada na Inglaterra é a libra esterlina (£), ou pound. Os centavos são conhecidos como pences.




A bandeira
A bandeira da Escócia representa a cruz de Santo André, mártir que foi crucificado numa cruz em forma de X e que é o patrono da nação. É uma das três cruzes que compõem a bandeira do Reino Unido.






O Brasão


São as Armas Reais da Escócia, que foi o brasão de armas oficial dos monarcas da Escócia, e onde foi utilizado pelo brasão oficial do Reino da Escócia até o Tratado de União de 1707. O brasão de armas do Reino da Escócia mudou significativamente após a União das Coroas em 1603 e, finalmente, passou a se tornar o brasão real do Reino Unido usado na Escócia.
Como a Inglaterra, a Escócia, é representada por leões no Brasão Reino Unidense, A Inglaterra por três leões empilhados e a Escócia representada por um leão rampante. A Bandeira do Leão Rampant é usada pela realeza escocesa apenas.



Religião
O protestantismo presbiteriano (Igreja da Escócia, informalmente The Kirk) é a religião oficial e a de 80% da população, mas sofre uma divisão interna entre evangélicos ou calvinistas (ligados à burguesia) e moderados (apoiados pela nobreza); há também ecumênicos (10%) e católicos (10%) e um pequeno número de judeus; a maçonaria tem grande prestígio entre intelectuais, aristocratas e magnatas da indústria.



Demografia
Cerca de 70% da população do país vive na Central Lowlands - um vasto e fértil vale num estiramento na orientação nordeste-sudoeste entre as cidades de Edinburgh e Glasgow, incluindo grandes povoações como Paisley, Stirling, Falkirk, Perth e Dundee.





Economia
A economia da Escócia é próspera e diversificada. É baseada no setor de serviços, principalmente de turismo, serviços financeiros, da educação e da pesquisa tecnológica. Edimburgo é um dos principais centros financeiros da Europa. Também se destaca no setor de bebidas, onde a produção de uísque é o principal produto. A tradicional fabricação de uísque está profundamente enraizada na cultura escocesa, datando da época dos antigos celtas, por volta de 800 a.C.



O clima úmido da Escócia oferece as condições ideais para o plantio de cereais como cevada e centeio, mais tarde destilados para elaborar o uísque. Visto como um presente dos deuses, os celtas chamavam o uísque de "uisge beatha" - água da vida. Hoje a Escócia tem a maior concentração mundial de destilarias de uísque maltado. Muitas delas oferecem visitas guiadas.









Relêvo
O relevo da Escócia integra a cadeia de montanhas que se estende da Escandinávia à Irlanda. As suas montanhas, originadas no período pré-devoniano, apesar de fortemente aplainadas pela erosão, são as mais altas da Grã-Bretanha, com altitudes médias de 900m.



Ben Nevis é o pico culminante, com 1.343m. As montanhas dividem-se em dois blocos: o das Terras Altas (Highlands), ao norte, e o das Terras Altas do Sul (Southern Uplands).



Entre eles há uma faixa plana, as Terras Baixas (Lowlands).








Clima
Escócia tem um clima que muda bastante. Num minuto tem um sol esplêndido, no minuto seguinte está chovendo. Dependendo do dia, pode-se ver diversas variações de tempo e clima, em pouco intervalo. Nas montanhas, o tempo pode mudar mais rápido que nas zonas baixas, e ser ainda mais de extremos.






A Costa Este da Escócia é mais seca e geralmente melhor. No Inverno a temperatura raramente está abaixo dos zero graus. Na Costa Oeste, a temperatura é mais elevada, se bem que a umidade e a chuva também mais intensas. Os meses secos da Escócia são Maio e Junho, os mais quentes Julho e Agosto e durante o Inverno, o frio e a umidade dominam tudo.




Cultura
A Escócia possui grande diversidade cultural e muitos atores, escritores e artistas. Atores como Sean Connery e Ewan MacGregor tornaram-se grandes estrelas do cinema, merecendo aclamação internacional e tornando-se embaixadores do seu país e da indústria cinematográfica escocesa.


A cidade de Edimburgo recebe no Verão, aquele que é considerado o mais importante festival cultural do mundo, o Festival de Edimburgo.


O kilt que é considerado um traço marcante da cultura e identidade do país. Surgiu no século XVI, no norte da Escócia. Cada clã ou família tinha um tipo de quadriculado no kilt, que identificava os seus integrantes.






Gastronomia


A gastronomia escocesa distingue-se pelo variado sortimento de produtos frescos, seja carne (vaca ou caça), peixe (salmão e arenque fumado), marisco e legumes de grande qualidade.


Há toda uma variedade de sabores e aromas exóticos provindos de diversas origens étnicas. O prato nacional da Escócia é o calórico haggis, feito à base de pulmões, coração e fígados de borrego (carneiro) picados e misturados com aveia. Serve-se acompanhado de puré de batata, nabo, manteiga e pimenta preta, sem esquecer um copo de uísque. Também há haggis vegetarianos.


Outro prato típico é o Scotch Sink, uma sopa de peixe com badejo fumado e carne de veado ou faisão.






Alguns dos Locais a conhecer:


A Escócia apresenta interessantes pontos turísticos e culturais. Em função de seu rico passado e do bom desenvolvimento socio-económico. São diversos museus, parques, teatros, monumentos, castelos medievais, construções históricas e etc.


O destaque fica para a Cidade Velha de Edimburgo que é Património Mundial da UNESCO.






■ A Capital Edinburgh





Edinburgh, capital da Escócia caracteriza-se por ter uma vista urbana espectacular que pode ser dividida em duas - a zona antiga, com as suas ruelas e becos calcetados e as elegantes fachadas neo-clássicas da zona mais recente. A cidade é dominada pelo Castelo de Edinburgh construído sobre uma rocha de origem vulcânica.
É um centro moderno e dinâmico de arte e cultura, com imensos museus, galerias, universidades e festivais. Em Agosto, a cidade de Edinburgh é anfitriã da maior exposição de arte, música, teatro, dança e teatro de rua do mundo. Para além da cidade, a zona campestre The Lothian proporciona locais de enorme beleza com casas históricas e castelos. A zona este de Lothian tem tradição no golfe e é onde se pode encontrar os melhores campos de golfe do mundo. As Colinas Pentland, no extremo da cidade, oferecem uma vista espectacular.


Principais pontos turísticos em Edinburgh:


- Cidade Velha de Edinburgh (Património Mundial - UNESCO)





-Museu Real da Escócia
-Museu da Infância
-Galeria Nacional da Escócia



- Museu Real da Escócia
- Museu da Escócia
- Museu da Infância- Catedral St. Gilles


- Edifício do Parlamento Escocês
- Castelo de Edinburgh
- Princes Street Gardens
- Catedral St. Gilles- Palácio de Holyrood





■ Glasgow
É a segunda maior cidade da Escócia e também a terceira mais populosa de todo o Reino Unido. A cidade tem um estilo único e uma personalidade marcante.





Esta bela Cidade Vitoriana é conhecida mundialmente pela sua arquitetura e pelas suas exuberantes paisagens campestres. Um dos lugares mais visitados em Glasgow, é o Lighthouse, onde a história do arquiteto e designer Charles Rennie Mackintosh, filho mais ilustre da cidade, é contada minuciosamente.
A cidade desenvolve-se em torno do rio Clyde, que a atravessa e onde se podem admirar diversas pontes quer para trânsito rodoviário quer pedonais.





A Princess Square é a mais importante praça central de Glasgow, situada próximo de Buchanan Street, que junto com as ruas Argyle e Sauchiehall formam a mais famosa região comercial da cidade.


Conhecida como a capital do estilo da Escócia, com as suas cervejarias art déco, elegantes lojas e centros culturais, Glasgow orgulha-se de mais de 30 museus e galerias. Acolhe todos os anos o Festival Internacional de Jazz e o Celtic Connections - o maior festival de Inverno em todo o mundo, dedicado à música e cultura celtas.


Para quem gosta de áreas verdes uma visita aos parques Barshaw, Kelvingrove e Pollok é obrigatória.





Principais pontos turísticos em Glasgow:
- Museum of Transport(Museu dos Transportes),
- Museum of Piping (Museu da Gaita de Foles), o maior do género no mundo
- Parque Glasgow Green
- People's Palace no Glasgow Green. Trata-se de um prédio histórico onde se pode conhecer toda história da cidade desde 1750.

- Clydebuilt, museu marítimo que conta a importância do rio Clyde na formação da cidade.

- Vikingar, onde é contada a história da presença dos Vikings na Escócia.
- Kelvingrove Art Gallery and Museum





- Catedral de Glasgow
- Glasgow Royal Concert Hall
- Scottish Exhibition and Conference Centre
- Galeria de Arte Moderna




- King's Theatre




- Citizens Theatre



■ Dundee
A cidade de Dundee está localizada na costa leste da Escócia, na foz do rio Tay com o Mar do Norte e é a quarta maior cidade do país.








Dundee conserva muitos atrativos turísticos e preserva a sua antiga história através dos seus antigos prédios, como o famoso castelo de Broughty, construído em 1496.








Entre as principais atrações da cidade está o Mills Observatory, o único observatório público Britânico construído somente para as pessoas conhecerem e entenderem a ciência.






Dundee também possui belíssimos parques, onde visitantes e moradores costumam passar as tardes ensolaradas. Entre os principais parques da cidade estão o The Rock Garden e o Caird Park, ideal para caminhadas e práticas desportivas.





Principais pontos turísticos em Dundee
- Galeria McManus
- Prédio da Academia Morgan
- Farol de Dundee
- Wishart Arch






- Sensation Science Centre
- Teatro de Dança Escocesa





■ Aberdeen
A cidade escocesa de Aberdeen é a terceira maior cidade do país e é também um importante porto da Escócia por ser banhada pelo Mar do Norte. Ela é conhecida como a "cidade do granito", devido aos seus edifícios construídos à base de granito.






Situada na foz dos rios Don e Dee, a cidade conserva inúmeros pontos turísticos, entre eles as pontes instaladas sobre esses dois importantes rios.


A catedral de St. Machar é outro grande ponto turístico de Aberdeen. Com uma arquitetura em estilo gótico perpendicular, foi construída no século 14.


O pináculo de cerca de 60 metros da Catedral Católica é também um dos atrativos juntamente com Marischal College, o maior prédio de granito branco do mundo.





■ Highlands Highlands é a parte da Escócia que reflecte perfeitamente a imagem romântica que a maior parte das pessoas têm desta nação.




A cidade principal é Fort William, que fica na sombra do Ben Nevis, o pico mais alto da Grã-Bretanha. A norte fica uma costa majestosa de Lochs (fiordes) de águas profundas e enseadas de areia branca flanqueadas por montanhas e com as Ilhas Hébridas no horizonte.


A oeste de Fort William, pela poética 'Road to the Isles' (estrada para as ilhas), fica Mallaig, o principal ponto de embarque para Skye.


Mais para norte fica Ullapool, um dos principais portos das Hébridas Exteriores e a base ideal para explorar o inóspito noroeste.






■ Inverness
Inverness é a maior cidade do norte da Escócia e a capital das terras altas, conhecidas como Highlands, local de muitas lendas e tradições.
É uma cidade pequena e tranquila, cortada pelo rio Ness.





A cidade tem o seu encanto, particularmente nas margens do Rio Ness, que corre pelo seu coração ligando Loch Ness a Moray Firth.


O Castelo é um edifício Victoriano avermelhado, construído em 1834. Por baixo do Castelo fica o Museu de Inverness e a Galeria de Arte.



Em High Street destaca-se a gótica Town House. No fim de Church Street fica a Old High Church, fundada no século XII e reconstruída em 1772, embora a torre do século XIV permaneça intacta.


Na margem ocidental do Rio Ness, oposta ao Castelo, fica a neo-gótica St. Andrews Cathedral que data de 1869.



■ Loch Ness (O lago Ness)





É uma das maiores atrações da Escócia. É o lago mais profundo da Grã-Bretanha que se estende por 37 kms desde Fort Augustus no sul até Inverness no norte. O "loch" oferece uma bela paisagem só por si, com colinas majestosas que se erguem verticalmente das suas margens de florestas.






A visibilidade da água é extremamente reduzida devido ao teor de turfa dos solos circundantes, que é trazida para o lago através das redes de drenagem.


Pensa-se que o lago Ness tenha sido modelado pelos glaciares. Todos os anos chegam centenas de milhares de visitantes para observar o lago e contemplar o mistério originado no famoso Monstro do Loch Ness.


As águas do Loch Ness são bastante frias, devido principalmente à sua latitude e à sua profundidade. O seu litoral é bastante pitoresco, com castelos como o de Eilean Donan.









■ Fort William
É a principal porta de entrada nas Highlands Ocidentais e um dos principais centros turísticos do país.




Fica no topo de Loch Linnhe, na sombra dos picos brancos do Ben Nevis, a montanha mais alta da Grã-Bretanha.


As montanhas em redor de Fort William e os Glens estão entre os mais impressionantes da Escócia.


Glen Nevis é muito bonito e pode ser reconhecido em filmes como Braveheart e Rob Roy.


O forte que deu o nome à cidade foi construído em 1690 por ordem de William III para manter os rebeldes escoceses em ordem.







■ Mallaig
É um porto pesqueiro agitado e o principal ponto de partida de ferry para a Isle of Skye.





Uma das suas principais atrações é o Mallaig Marine World, um aquário com espécies marinhas locais e com a exibição da história da industria pesqueira.


Do alto de uma das colinas da aldeia é possível observar um excelente panorama do porto e da Ilha de Skye no horizonte.





■ Ilha de Skye Skye é a maior das quase mil ilhas que fazem parte da Escócia.


Com cascatas, vales a perder de vista, arco-íris lindíssimos e abundantes e paisagens inspiradoras, é sem duvida uma das mais bonitas.





No extremo norte da ilha, que não tem mais que 80 quilômetros de ponta a ponta, o Skye Museum of Island Life.


Os traços da cultura celta estão presentes desde as placas de trânsito bilíngues (inglês-gaélico) até os símbolos de linhas entrelaçadas, encontrados em objetos de prata. Portree é a sua capital.



Recomendamos visitar: as montanhas da parte Sul Cullins, o lado Norte da ilha, a peninsula de Uig e Staffin, Dunvengan e Coral beaches. É imperdível uma visita ao castelo aonde foi filmado o Highlander, em Dornie - Eilean Donan Castle, construído no século XIII. Faça uma visita virtual, a este encantador castelo.




■ Gruta de Fingal - Ilha de Staffa
A Gruta de Fingal é uma caverna marinha na ilha desabitada de Staffa, nas Hébridas Interiores, Escócia, que faz parte de um reserva nacional.





É formada por basalto hexagonal, similar em estrutura - por causa da mesma origem num fluxo de lava - da Giant's Causeway, a Calçada dos Gigantes, na Irlanda do Norte. O seu tamanho e teto de arcos naturais, juntamente com os arrepiantes ecos produzidos pelas ondas, produzem um ambiente de uma catedral natural. O nome gaélico da gruta, Uamh-Binn, significa "Gruta da melodia".






Uma paisagem majestosa, montanhosas imponentes, uma costa polvilhada de lindas cidades coloridas, uma impressionante herança histórica e um povo cordial, animado, amigável e hospitaleiro, tornam a Escócia um país que vale a pena visitar.



7 comentários:

  1. lindo, adorei. Adoro os castelos...e a neve é linda. Inspirador, quem sabe um dia $$$$

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, que lindo esse lugar, perfeito para cenários de histórias e contos!

    Um recadinho: Deixei um selo para o seu blog no meu, Brisa Noturna, segue o endereço para vc poder pega-lo: http://brisanoturna.blogspot.com/2011/03/selos-de-presente.html

    Bjos e bom fds!

    ResponderExcluir
  3. Estive lá no começo de Junho desse 2011...
    Os lugares mais lindos que já vi na minha vida!!!
    Povo fantástico, lugares lindos, clima agradável e um pouco frio! Perfeito!!!

    ResponderExcluir
  4. o pais é simplesmente maravilhosoooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  5. Vivo aqui e nada me faz pensar em deixar esse paraiso. Parabens pelo Blog. Nao poderia ser melhor.

    ResponderExcluir
  6. Lugares realmente magníficos.

    ResponderExcluir